Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Treinar

por mascatinha, em 31.05.05
Jamor_Driveing.jpg
No Golfe é preciso treinar muito. E, não é fácil encontrar uma rotina de treino. Primeiro, porque não conseguimos definir um esquema de treino, depois porque é difícil encontrar o tempo e disponibilidade para executar esse plano, terceiro porque em Abrantes fica-nos caro, utilizar um espaço para batermos bolas. Quase tanto como o Green fee anual do Campo de Golfe de Marvão.

Quando vamos ao campo, queremos é jogar, treinar sabe a castigo…mas ás vezes temos que o impor a nós mesmos, para que algumas tacadas deixem de ser aquelas piadas visuais.

Para este treino, mesmo em condições ideais, dependemos normalmente apenas de nós próprios, o que exige uma grande dose de autodisciplina para deixarmos o que estamos a fazer, porque "temos um treino de golfe". Aliás, quando dizemos que vamos treinar, a reacção das pessoas é normalmente de estranheza, quando comparada com outro desporto qualquer. Existe um pouco a mentalidade que o golfe não se treina, joga-se.

Comparando este desporto com outros, a percentagem de tempo que dedicamos ao treino é muito pequena, quando comparada com o tempo que demora uma partida de golfe (de 4 a 5 horas). Por isso, na região de Lisboa, muitos praticantes podem ser vistos na sua hora de almoço, ás vezes de gravata, no Driving Range da Federação Portuguesa de Golfe, no Jamor. Deste modo quase diariamente realizam o seu treino em cerca de 30 minutos. Perfeito!

No nosso caso, resta-nos ter um espírito de desportista, ás vezes joga-se bem, outras joga-se mal, porque não fazemos aquilo que é fundamental no Golfe, treinar, treinar e treinar.

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

De Pine a 07.07.2005 às 17:18

Olá. No Tapornumporco andamos outra vez a escrever sobre golf. Nem sempre bem, mas acho que não perdes nada em dar uma vista de olhos. És sempre bem vindo.
Pine Tree

De Joe Green a 03.06.2005 às 17:09

Ao Sr. Hélio me obrigo a responder, desculpando-me de o fazer em local alheio:Todos esses louvores, bem o viste,não conseguiram demudar-me o aspecto.Só me turbou esse louvor discreto
com que um clássico traduziste...
Inda bem que entendeste o meu afeto
e, através destas rimas, pressentiste meu coração que palpitava, triste,e o mal que havia dentro em mim secreto.
Ai de mim, se de lágrimas inúteis estes versos banhasse, ambicionando das néscias turbas os aplausos fúteis!

De inconfidente a 03.06.2005 às 14:19

O tempo não chega para tudo não é?Infelizmente!

De Amaral a 02.06.2005 às 23:04

Boa tacada, essa! É estranho como é que se pensa em competir, quando não se treina convenientemente. O golfe é, na verdade, um desporto difícil de ser praticado por muita gente, também pelos motivos que apontas…

De Helio Silvano a 02.06.2005 às 14:15

Para os comentaristas anónimos, aqui fica:

Vós, ó Franças, Semedos, Quintanilhas,
Macedos e outras pestes condenadas;
Vós, de cujas buzinas penduradas
Tremem de Jove as melindrosas filhas;
Vós, néscios, que mamais das vis quadrilhas
Do baixo vulgo insossas gargalhadas,
Por versos maus, por trovas aleijadas,
De que engenhais as vossas maravilhas;
Deixai Elmano, que, inocente honrado
Nunca de vós se lembra, meditando
Em coisas sérias, de mais alto estado.
E se quereis, os olhos alongando,
Ei-lo! Vede-o no Pindo recostado,
De perna erguida sobre vós...

De mascatinha a 02.06.2005 às 13:05

Sr.nomail@iau.com, tem razão, não tinha ido ler a frase, verifiquei apenas a ocorrência ou não de erro ortográfico.

De Zuco a 02.06.2005 às 12:19

Há uns anos, quando eu ainda jogava em competição, tambem havia essa aversão generalisada ao treino. Treinar era jogar! Foi necesário começar a levar tareias monumetais de equipas estrangeiras para que a atitude mudásse. E hoje batemo-nos peos primeiros lugares. Moral da historia: Vão treinar!

De Joe Green a 02.06.2005 às 10:33

A lingua é mesmo traiçoeira... passo a explicar: a forma como o verbo "jogar" foi utilizada na frase do blog nada tem a ver com o pretérito, seja ele perfeito, imperfeito ou demoniaco. Foi utilizado um infinitivo impessoal o que obriga a colocação pronominal depois do verbo (enclise), como tal lamento mas continua mal. Também compreendo que o golfe não deixe muito tempo para se estudar uma coisa tão chata como a gramática ;)
Os meus respeitosos cumprimentos

De mascatinha a 01.06.2005 às 13:57

De facto, a lingua portuguesa é muito traiçoeira, que até dá para se ver erros onde eles não existem -jogasse é o verbo na 1ª e 3ª pessoa do singular do pretérito imperfeito do conjuntivo. E está correcto!

De Joe Green a 01.06.2005 às 10:26

Sim senhor, está bom o blog e faz com que apeteça dar umas tacadas rodeado de verde. só dois pequenos reparos sem querer ofender:
a)o nome do blog faz-me lembrar "O Sexo e a Cidade".
b)Neste último post há um errito de português (jogasse não. Joga-se)
Mas o apuro final é positivo. Bom trabalho.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D