Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A Rita nasceu...

por mascatinha, em 24.02.06
rita.jif
Foi às 4:58 da manhã, do dia 21 de Fevereiro depois de uma indução que começou pelas 10 e 30 minutos da manhã que a Rita nasceu.

Com 37 semanas, 2,860 Kg e 47 cm é bebé lindo de morrer…

O pai não assistiu porque o mandaram ir dormir e voltar de manhã, esteve comigo a equipa de enfermagem do serviço da Maternidade do Hospital de Abrantes, a quem agradeço todo o apoio dado. No antes e no depois foram fantásticos.

Em Abrantes nada como dantes…

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mozart e Bebés

por mascatinha, em 02.02.06
t051dh01.jpg
Comemorando-se os 250 anos do nascimento de Mozart, sendo este um dos meus compositores de música clássica preferido e estando eu à espera do nascimento de mais uma filha, vou escrever hoje sobre os efeitos benéficos da música clássica em bebés ainda no ventre materno.
O interesse pelo desenvolvimento cognitivo-musical tem crescido substancialmente nos últimos tempos. Descobertas recentes da neurociência, psicobiologia, psicologia do desenvolvimento, educação e psicologia da música vêm fomentando um interesse crescente acerca do desenvolvimento cognitivo-musical do ser humano.
Pesquisas sugerem que a música clássica pode estimular as ondas alfa do cérebro, provocando uma sensação de tranquilidade.
Os bebés ainda no ventre da mãe podem ouvir claramente a partir das 20 semanas de gravidez e tudo indica que eles se lembrarão da música tocada até que atinjam um ano de idade.
Num estudo feito com bebés prematuros revelou que eles foram acalmados por música: "Esses bebés estavam claramente aflitos e demonstravam-no no seu comportamento. As suas expressões faciais mostravam dor e havia um aumento dos batimentos cardíacos".
Os complexos ritmos e melodias de determinadas obras foram associados ao desenvolvimento da percepção espaço-tempo, estimulando as habilidades que os bebés necessitarão para desenvolver futuramente actividades de linguagem, matemática e ciências, por exemplo. O fenómeno foi baptizado nos Estados Unidos como “efeito Mozart”.
Assim, a música clássica pode ajudar as nossas crianças a pensar, raciocinar e a criar, por isso vicie-se em música clássica de preferência de Mozart, sobretudo se estiver grávida.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

subscrever feeds