Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Tardou mas chegou a hora de os golfistas do Golfe Clube de Abrantes confraternizarem em mais esta iniciativa do Clube.

O campo de golfe de Marvão continua de portas fechada e estes vêm se obrigados a escolher outros lugares para a prática do seu desporto de eleição.

São convidados todos os sócios do GCA e outros jogadores que se queiram juntar a eles.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Golfe para todos II

por mascatinha, em 10.06.07
Costuma-se dizer, que quando o jogo não corre bem, que a culpa é dos tacos! E existe uma grande variedade de equipamentos e acessórios que as pessoas compram por preços absurdamente altos, na esperança de melhorar o seu jogo.

A percepção de custo ligada ao golfe, deve-se a vários factores e que o mais importante é o que está associado ao custo de construção e manutenção dos campos de golfe, que de uma forma ou de outra tem de ser absorvido por nós, golfistas, sob a forma de “green-fee” ou outros sistemas.

Mas neste momento, em que eventuais interessados se querem iniciar, é importante esclarecer que, desenvolver um bom “swing” vale a pena. Mas leva tempo e muita prática. E até que isso aconteça, é impossível que o jogador possa discernir entre um taco e outro.

Uma das coisas mais úteis é lembrar que ninguém é melhor do que o próprio, para descobrir o melhor equipamento para seu jogo.

Além disso, se você fosse muito amigo do Pedro Lamy, dificilmente lhe perguntaria que carro devia comprar. Mesmo que ele fosse profundo conhecedor de mecânica e da indústria automobilística em geral, a utilidade de seus conselhos jamais estaria vinculada ao seu sucesso como piloto de fórmula 1.

E no golfe é semelhante. Tiger Woods ou Phil Mickelson dificilmente aconselhariam a um principiante que jogassem com tacos iguais aos deles.

A grande maioria dos instrutores americanos, excepto quando recebem dinheiro para recomendar uma marca, aconselha que o principiante ou jogador de handicap mais alto utilize tacos usados ou tacos de boa qualidade e baixo preço.

Frequentemente as primeiras instruções são conduzidas com tacos emprestados pelo estabelecimento. O problema é reduzido quando os tacos são modernos e de boa qualidade. Ainda que o aluno observe o seu progresso não consegue avaliar o quanto realmente já aprendeu depois de algumas semanas, pois ainda erra muito.

Ao experimentar tacos novos, nove em cada dez casos, melhoram as suas tacadas, o efeito final é de desviar a atenção, enfatizar o equipamento e não o “swing”, o que pode influenciar a decisão de compra futura que, financeiramente, pode não ser a melhor para o jogador.

Uma boa notícia é que existem tacos de excelente qualidade pela metade e até 1/3 do preço dos modelos mais famosos. São os chamados clones que se adquirem pela net e vêem dos EUA ou de Espanha.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

subscrever feeds